A estrela da semana: Funcho

Já há um tempo que ando a prometer, sobretudo no instagram, uma novidade aqui para o blog. A verdade é que queria esperar até o design do blog estar também diferente para vos mostrar tudo ao mesmo tempo.

Entretanto, como estava com vontade de começar a partilhar mais receitas, resolvi avançar.

Mas então o que é esta novidade, perguntam vocês?

A partir de agora, e pelos menos duas vezes por mês, vou focar-me num ingrediente da época. Este conceito surgiu da vontade de me concentrar nos vegetais e frutas que cada estação tem para nos oferecer e torná-los a estrela do prato. Desta forma, qualquer pessoa, seja qual for o regime alimentar, pode incorporá-los nas suas refeições. E claro, não há melhor que comer os alimentos da época. O nosso corpo sente logo a diferença.

Por isso vamos arrancar esta semana com nada mais nada menos que, funcho! Ontem perguntei no instagram se gostavam de funcho e foi engraçado perceber que há pessoas que nunca o provaram. Vamos conhecê-lo um pouco melhor então.

Curiosamente, o funcho vem da família da cenoura. Quem diria não é? A que vamos cozinhar hoje é a variedade Florence. Esta variedade não é diferente da flor que conhecemos. Simplesmente o bolbo inchou e desenvolveu-se de tal forma que pode ser usado como um vegetal. Não usamos só os pés mas sim o vegetal por completo.

Outra variedade popular deste ingrediente são as sementes de funcho. São bastante aromáticas e muito semelhantes ao anis. Podem mesmo ser encontradas na cozinha italiana com alguma frequência, não só as sementes mas todo o vegetal.

“Above the lowly plants it towers,
The fennel, with its yellow flowers,
And in earlier age than ours,
Was gifted with the wondrous powers,
Lost vision to restore.”
— The Goblet Life, Henry Wadsworth

Agora que já vos convenci a experimentar funcho, aqui fica a receita.

Ingredientes:

  • 1 bolbo de funcho grande cortado em pedaços de 2-3cm
  • 1 cebola roxa grande
  • 250g de feijão branco
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de sal grosso
  • pimenta q.b.
  • 150ml de creme de cozinha vegetal (eu uso o da marca Oatly e adoro)

Para o crumble:

  • 60g de pinhão
  • 1 colher de sopa de levedura de cerveja
  • salpico de azeite
  • pitada de sal

Instruções:

  1. Comece por cortar o funcho e cebola, em pedaços de 2 a 3 centímetros.
  2. Pre-aqueça o forno a 200Cº.
  3. Ponha uma frigideira com uma colher de azeite ao lume.
  4. Uma vez quente, junte o funcho e a cebola e tempere com sal e pimenta.
  5. Deixe saltear por cerca de 10 minutos, até o funcho amolecer.
  6. Por fim junte o feijão e envolva bem.
  7. Retire os legumes da frigideira e adicione a um tabuleiro rectangular para ir ao forno.
  8. Entretanto adicione os pinhões, levedura de cerveja e sal ao processador de alimentos e triture até obter uma textura semelhante à do pão ralado.
  9. Distribuia a mistura de pinhão por cima dos vegetais e leve ao forno por 15 minutos ou até estar dourado e gratinado.

2 comments on “A estrela da semana: Funcho”

On 2018-07-17 16:01:58, Inês David wrote:

Há sempre o risco de apanharmos a bactéria. Mesmo com os pensos. Todos os produtos e até preservativos estão vulneráveis. No entanto, há uma série de procedimentos que se devem realizar que tornam o copo mais seguro: - não usar mais que 12h; - lavar sempre bem o copo e as mãos entre utilizações; - esterilizar no fim de casa ciclo menstrual. Até ao momento as únicas pessoas (duas) que apanharam a bactéria com o uso do copo, usaram-no durante muito mais tempo. Admito que ainda não existe informação suficiente, só agora é que estamos a conhecer os verdadeiros problemas dos tampões. Mas para mim, até nova informação, continua a ser a melhor opção.

On 2018-06-23 00:26:41, Maria wrote:

Como deves ter reparado, o facto do tampao proibir o sangue de sair, esse mesml sangue vai ser o meio de cultura dos estafilococos doutados. Logo, o copo menstrual irá ter o mesmo efeito. Devias banir o copo tambem!

On 2018-05-22 13:10:36, Aline wrote:

Perfect to me. Thank you for sharing.

On 2018-01-18 17:04:06, Inês David wrote:

Não é? Também adoro! Obrigada eu pelo feedback :)

On 2018-01-17 19:56:33, Gonçalo Costa Pereira wrote:

Maravilha... Nao tinha ca em casa o cravinho da índia e também não coloquei nenhum adocicante. Sabe mesmo bem quentinho nestes dias de frio. Obrigado!

On 2018-01-14 09:56:16, Inês David wrote:

Ehehe leste a descrição em português? :) Não é detox nesse sentido.

On 2018-01-13 20:13:27, Nuno Dias wrote:

"Detox" Not you too, Inês...

On 2017-12-22 21:07:41, Inês David wrote:

Não, neste momento não estão cá ainda. Na altura vivia em Berlim e fiz uma parceria com esta marca. No entanto, a receita dos brownies pode levar qualquer cobertura, como chocolate, por exemplo. E pode ser que em breve tenhamos cá à venda o novo baileys com leite de amêndoa :)

On 2017-12-12 19:23:11, Nuno Dias wrote:

OK, e onde é que raio se encontro este licor à venda em Portugal? Não encontro, né?

On 2017-11-17 19:51:17, Arminda David wrote:

Hum deve ser deliciosa :) Vou fazer

On 2017-10-26 20:48:26, Inês David wrote:

Experimenta! Depois diz-me como ficou :)

On 2017-10-26 20:01:30, Ana Jacinto wrote:

Hmmm acho que isso com iogurte funciona super bem para pequeno almoço! Vou arriscar sem as tâmaras, o doce da banana parece-me suficiente ;)

On 2017-10-26 12:47:49, Inês David wrote:

Boa! Vou trabalhar para isso :) <3

On 2017-10-26 11:34:18, Andreia wrote:

Pequeno guia de restaurantes, please 🙋🙋🙋😘

On 2017-10-09 07:52:16, Inês David wrote:

Olá Vera! Obrigada :) Fico contente por saber. Em breve vou revelar o próximo... ;)

On 2017-10-08 19:13:12, Vera Calha wrote:

Inês, Excelente iniciativa! Gosto muito da ideia de falar detalhadamente sobre um vegetal e apresentar uma receita com ele. Estou curiosa quanto ao próximo protagonista...

On 2017-10-06 07:50:45, Inês David wrote:

Olá Lisa! É vegan, claro :) É este da provamel!

On 2017-09-30 00:16:26, Lisa Fonseca wrote:

Ola Ines! Qual o queijo quark que usas? É vegan? Obrigada!!

On 2017-08-23 16:29:40, Inês David wrote:

Olá Inês! Hás-de reparar que a tarteira está de outra cor, é porque tem lá o link! Mas foi aqui: https://www.tescomaonline.pt/forma-de-tarte-delicia-12-cm :)

On 2017-08-19 21:07:09, Ines3D wrote:

posso perguntar onde comprou a tarteira pequena? não encontro em lado nenhum... bjs

On 2017-08-17 12:06:44, Inês David wrote:

Diz-me se experimentares! Beijinhos

On 2017-08-17 08:07:28, Filipa Jordao wrote:

Parece simples de preparação e maravilhoso e delicioso de aspeto... Quero muito experimentar... Obrigada por partilhares! Beijinho

On 2017-07-13 14:08:59, Inês David wrote:

Não tenho a certeza, é uma questão de os contactar :) Mas caso não mande, eu dou um jeitinho!

On 2017-07-11 19:54:31, Marya wrote:

Sabes se a editora envia para o estrangeiro? :)

On 2017-07-06 13:44:19, Inês David wrote:

Olá Ana! Peço desculpa por responder tão tarde. O blog recebeu recentemente muitos comentários de SPAM e o seu ficou perdido no meio de tantos. Tem toda a razão. Em inglês pus mas em português escapou-me! Já está corrigido :) Obrigada e um beijinho, Inês

On 2017-07-06 13:40:41, Inês David wrote:

Querida Isabel, olá! O blog foi inundado com uma maré de spam e só agora vi o seu comentário! Fico muito contente não só por gostar do livro, como por finalmente conseguir encontrá-la on-line ahah :) Percebo perfeitamente o que diz em relação à jaca. Também só compro esta que é alemã e BIO. Claro que o fruto ao natural seria muito melhor. O único problema é ser difícil de encontrar e também dizem que dá muito trabalho a descascar... Será uma questão de experimentar? :)

On 2017-06-30 15:19:00, Isabel Seabra wrote:

Adorava provar Jaca fresca. Ainda não consegui encontrar à venda. Gostava de experimentar plantar na quinta a partir da semente...isto só porque tenho uma certa reserva em relação a todo o tipo de enlatados. Pode-se dizer que já ando "aguada" com estes desejos de jaca :). Esta receita parece-me óptima. By the way já "devorei" o seu livro de uma ponta à outra. Como é possível que a Inês me tenha escapado?

On 2017-06-29 10:32:58, Ana wrote:

Bom dia, Inês! É a 1ª vez que venho ao seu blog! Nesta receita não faltam as tâmaras nas instruções? Felicidades no lançamento do livro! Obrigada. Ana

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *